Como não poderia ser diferente, a banda Topsyturvy trouxe ao Dezindie suas músicas tortas e impactantes, além de promover uma engajada conversa sobre problemas (e soluções) para o Brasil contemporâneo.

No debate “As diferentes formas de ser mulher”, Agnes, Eugênia, Luana e Maiara, compartilharam e dialogaram  sobre como é ser mulher negra, mãe solo, mulher com deficiência e mulher gorda, e como machismo afeta de formas diferentes as especificidade do ser mulher.

Os Etiópicos compartilharam histórias, conhecimento sobre a cultura Rastafari Nyahbinghi e apresentaram vídeo clips de músicas e vídeos de seus shows de um reggae leve e límpido.