Eleições Municipais e o movimento LGBT no Rock

Tema:

Eleições Municipais e o movimento LGBT no Rock

Fórum Mogiano LGBT

O Fórum nasceu de uma proposta de agregar movimentos LGBT da região em prol da causa LGBT. Em meio, às Manifestações de rua do ano de 2013 em todo o país contra o aumento de passagem e outras pautas. Essas manifestações contribuíram para alavancar a proposta da criação do movimento LGBT local. Inicialmente seria a junção de vários grupos e pessoas representativas LGBT da região, mas no final ela foi canalizada, para uma ação na cidade de Mogi e assim criamos uma associação com o CNPJ, para podermos representarmos legalmente à população LGBT da cidade. A ideia de Fórum seria de várias grupos e organizações. Mas não foi possível fazer toda essa articulação na região e fundamos essa associação. E como várias pessoas já chamavam nós de Fórum, batizamos como Associação Fórum Mogiano LGBT de Mogi das Cruzes.

OBJETIVO

À Associação Fórum Mogiano LGBT de Mogi das Cruzes, é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, de caráter apartidário e laico, defende a cidadania e os direitos da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), e de enfrentamento ao preconceito e violência discriminatória, em Mogi das Cruzes.

VITÓRIAS E CONQUISTAS

A principal vitória foi conquista em lei municipal aprovada pela Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, o dia Municipal de Combate e Homofobia e Transfobia ( 17/5)- Lei 6920/2014. O dia 17/5/2004, foi assinalado como dia Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia. Nessa data no ano de 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS), em desclassificar a homossexualidade como um distúrbio mental da Classificação Estatística Internacioanal de Doenças e Problemas relacionados com a Saúde (CID). Outras vitórias foi em conjunto com parceiros e apoio da Prefeitura de Mogi das Cruzes, realizarmos 1ª e a 2ª Parada do Orgulho LGBT na cidade.

Há pequenas conquistas como trabalho permanente com a população LGBT da cidade, dando lhe assistência e apoio em suas necessidades, formação de servidores públicos da Assistência Social, Coordenadores e Mediadores das escolas públicas estaduais e formação em escolas para professores e alunos sobre orientação sexual e identidade de gênero. Falta ampliar esse trabalho. Acompanhar, dar apoio e exigir justiça, nos casos de violências físicas ( até assassinatos) e morais da população LGBT de Mogi, respeito ao nome social nos equipamentos públicos e em escolas na chamada. Acompanhar e dar apoio as pessoas trans na qual nos procura para orientar sobre o tratamento de hormonioterapia e mudança do nome social. Conquistar como movimento LGBT, uma referência na cidade e na região para a população LGBT. e junto outros movimentos sociais e culturais de Mogi.

ELEIÇÕES MUNICIPAIS DE 2020

O Fórum está elaborando uma carta compromisso para candidat@s à prefeito e vereadores, a ser assinada como compromisso com à população LGBT da cidade e faremos uma apresentação dos candidat@s e suas propostas. Esses candidat@s terão que ser assumidamente LGBT. Será dia 22/10/2020 às 20 h pela Página no facebook do Fórum Mogiano LGBT via online.

Pré Candidat@s que até momento se apresentaram assumidamente LGBT: Alexandra Braga (PC do B), Alexandre Herculano ( PSOL), Mário Sérgio Barbosa ( PSOL), Profº Luisinho ( PSOL), Sonia Beraldo ( PT), Ítalo Leal ( participante da Bancada Coletiva Popular pelo PSOL)

PRINCIPAIS PROPOSTAS DO MOVIMENTO LGBT na cidade:

Criação pelo poder executivo e com vista do Poder Legislativo do Conselho Municipal LGBT com paridade, inclusive nas letras (LGBT) e deliberativo, Implantar um Ambulatório Trans na cidade. Criação de um Centro de Referência LGBT, Criação de Observatório Municipal para acompanhar e notificar ocorrências de LGBTfobia na cidade, Constar no calendário oficial de Mogi, a Parada do Orgulho LGBT de Mogi das Cruzes, é fervo ( fervo é luta e resistência), é um dia de visibilidade, um movimento social que luta pelos direitos sociais da população LGBT).

- Descentralizar para os locais mais necessitados o Programa de IST e AIDS e hepatites Virais e não se restringir apenas deslocar um móvel para testes e informações sobre essas doenças e a AIDS à locais no centro e nos bairros. ( há mais, mas vamos priorizar essas).

OBS: Mogi das Cruzes aparece como a cidade que tem mais casos notificados de HIV/AIDS.

2015- 104 casos.

2016- 90 casos

2017- 90 casos

2018- 72 casos

2019- 65 casos

total: 421 casos

dados do SAE ( Mogi das Cruzes)

Fernando Silva Santos

Fernando Silva Santos

Coodernador do seguimento Homens Trans pela associação fórum LGBT mogiano

Conselheiro de saúde

Performer artístico

Luciano Antoniasse

Luciano Antoniasse

Desenhista e pintor autônomo, metalhead e ativista LGBT. É um dos membros fundadores do Fórum Mogiano LGBT, um de seus coordenadores e também já atuou em outras causas sociais e ambientais.

Regina Maria Tavares

Regina Maria Tavares

Professora aposentada de Ciência e Biologia

Presidenta do Fórum Mogiano LGBT

Membro do Impacto Feminista

Militante do movimento da Educação